Contradição

abril 10, 2012

Ele é uma constante contradição
Um dia ama
No outro odeia
Um dia quer gerra
No outro quer paz
Morre de rir
E morre de raiva
Quer sombra, quer sol
Quer rock, quer samba
Preferi o verão
Mas tem saudade do inverno
Quer tudo que é antigo
Mas quer ser moderno
Um dia no céu
O outro no inferno
Só fala a verdade
Mas beira a mentira
Um dia acha pouco
Dois dias demais
É sentimental
Mas nunca disse que ama seus pais
É católico e acredita em milagre
Vai na igreja e duvida do padre
Confessa pecado
Não cumpre a penitência
Não sabe de nada
E diz que tem experiência
Socialista de roupas caras
Vip em festa chique
Mas não tem o que comer
Sonha acordado
Mas não faz por merecer
Quer felicidade por inteiro
Mas quer começar pelo dinheiro
Esqueceu o amor verdadeiro
Tem gente que só será melhor em desespero

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: