Logicamente tudo o que a gente escreve tem a ver com o momento que estamos vivendo e como já escrevi em uma canção que o meu amigo Alemão Ronaldo gravou, “A felicidade é como uma onda que vai e vem”. O ideal é que quando a felicidade chegasse as águas ficassem paradas, mas a vida não é assim e talvez seria sem graça se assim fosse.
Não é novidade pra ninguém a presença do amor em nossas vidas, principalmente esse amor pelos pais, irmãos, amigos. Além das nossas histórias de amor. Acredito que isso não é uma regra, mas no meu caso quando eu era adolescente tinha uma grande dificuldade de dizer que amava alguém, mesmo o amor familiar sendo uma coisa presente desde de que nos conhecemos por gente, no caso do amor por uma mulher ele ainda não tinha acontecido. De uns tempos pra cá me sinto seguro para declarar o meu amor e até com a sensação de tempo perdido por ver o quanto faz bem pra quem recebe a declaração de amor.
Lógico que não é só a maturidade que faz você dizer que ama, em primeiro lugar o amor tem que existir, mas acredito que o tempo faz você aprender a importância de declarar isso através de uma atitude.