O saber é relativo

abril 20, 2010

Perdi a classe, mas nunca a valentia
perdi o sono , sou o dono dessa noite
no abandono sou estranho como poucos
eu digo adeus e volto logo, não sei partir

perco a razão, perco a noção do que é certo
quando estou longe quero sempre estar por perto
as vezes sou um caso de internação
as vezes sou a cura da tua aflição

O saber é relativo
o amor é que real
meu pensar é primitivo
já cansei do carnaval

é muito bom transpirar felicidade
que assim seja por toda eternidade
se assim não for, assim aprenda, assim que é
se eu cair ninguém vai ver já estou em pé.

Quem é que sabe onde é o fim linha
quem foi que disse que ela quer ficar sozinha
e o que você diz ter certeza que é bom
na minha certeza esse bom pode não ser

O saber é relativo
o amor é que real
meu pensar é primitivo
já cansei do carnaval

Anúncios

3 Respostas to “O saber é relativo”

  1. Maria Helena said

    Muito lindo Diego,leio sempre tudo que escreves e adoro .
    Beijos

  2. Rodolfo said

    te puxou meu velho
    linda essa
    abraço

  3. Ana Seerig said

    Bah, muito bom!
    Adorei!

    Como já cantou a Barata Oriental ‘Tudo é tão relativo, pra sempre será relativo’.

    Muito bom, Floreio!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: