Já escrevi um texto no meu antigo blog com uma visão um pouco fria sobre o natal, neste texto eu falava que as pessoas se matavam o ano inteiro e chegava na época de natal queriam viver em perfeita harmonia. Eu quis dizer que eu acreditava que deveria haver um esforço durante o ano inteiro pra tentar viver em paz. Mas também me recordo que escrevi em outro texto que poucas convicções são pra sempre e que mudar de opinião não é falta de personalidade. Onde quero chegar com essa conversa mole é que mudei de opinião mais uma vez. Eu vivo um dia de cada vez, com toda certeza aprendi a não viver o amanhã sem ter vivido o hoje. Vivemos épocas e estados de espírito diferentes em cada uma dessas épocas, ou seja, nesse momento estou totalmente envolvido pelo espírito do natal, pela vontade de estar com as pessoas que eu amo, pela vontade de participar do amigo secreto e de rir das mesmas piadas feitas pelo engraçadinho da família, engraçadinho esse que não tem nenhuma graça, mas que o espírito natalino nos deixa mais tolerantes. E sem dúvida ser contagiado por essa paz e alegria é muito melhor do que a amargura de pensar que isso é uma besteira. Feliz natal a todos, muita paz e principalmente saúde que é o presente mais valioso que podemos receber. Abraço

Anúncios

Música que acalma a alma

dezembro 17, 2009

Se tem coisa que me tira do ar e me faz viajar pra bem longe sem sair do lugar, é a música. O poder que ela tem de mexer com a vida de uma pessoa é, no mínimo, intrigante.A música conforta, alegra, emociona e o mais impressionante é como ela toca as pessoas de modo generalizado, claro que cada um dentro do seu estilo preferido. Não precisa entender de música pra ser contagiado por ela. Ainda tem o fator diversão em que ela vem em primeiro lugar, apesar das pessoas se reunirem por diversos motivos, nada aconteceria se ela não estivesse presente.Não posso deixar de relatar o outro lado, mesmo que o título do texto seja “Música que acalma a alma”, algumas músicas tem uma capacidade de irritar que dá vontade de quebrar o aparelho de som de onde está saindo a agressão em forma de música. Bom, aí cada um com os seus problemas. Abraço e muita música boa pra todos nós.

Seguidamente presenciamos lições que comprovam o título desse texto, seja em casa, na rua ou na tv estamos sempre tendo lições de que os mais velhos tem uma sabedoria que nem os jovens mais estudados conseguem superar.
Quantas vezes nos vemos em algum dilema onde não enxergamos saída e os pais ou avós com uma simples frase nos mostram o caminho, sem dúvida o mais correto. É importante ver que também é bom envelhecer, junto com as rugas vem a sabedoria.
Sem contar as receitas caseiras que os avós, com perícia de médico, conseguem acertar em cheio.
Não precisamos ter setenta anos pra entender isso, pois sentimos na pele a chegada do conhecimento dia à dia. Hoje sabemos mais que ontem e menos que amanhã.
Tem uma mensagem que não é original e isso não me importa, por que nunca é demais falar. Vamos respeitar os mais velhos não por que um dia seremos um deles e sim pelo simples fato de respeitar e fazer o bem. Me ocorreu agora que os sentimentos ou atitudes andam muito dependentes de reciprocidade. Vamos fazer o bem sem ficar esperando algo em troca. Não faça doações esperando em troca um lugar no paraíso, não fique rezando o tempo inteiro pra aliviar sua consciência. Só faça. Abraço