Culto á Boemia

outubro 17, 2012

Você sabe que eu bebi
Então por que me perguntou
quem nunca exagerou?
quem nunca bebeu assim?

Estou mais alegre que o normal
pois passou o temporal
e o sol brilhou pra mim

Não importa o motivo
por que bebo na cidade
algumas vezes foi tristeza
agora é só felicidade

Quem eu gosto também gosta
de viver intensamente
trocar o dia pela noite
mas não tanto quanto a gente

Quando não quero viver
a vida me procura
quando doente por beber
alguém sempre tem a cura

Posso até ser condenado
mas não devo a ninguém
deixa minha fantasia
de achar que isso faz bem

Mas não pense por favor
que eu abro mão da vida
É o que tenho de valor
Vai demorar a despedida

E o que dizer do medo
guardo ele em segredo
Pros amigos sou mais forte
E é verdade tenho sorte

Novo dia já começa
e da rua não saí
A batalha que me espera
de cara limpa já venci

Ela

setembro 15, 2012

Eu faço tudo com ela
eu faço tudo por ela
eu só preciso ter ela
e que ela saiba que é ela
o tema dessa canção

Ela sabe que eu sei
que ela também pensa em mim
Ela fica sem jeito
também não sou perfeito
As vezes sou sem noção

Por ela perco a medida
Ela é minha vida
Eu não enxergo a maldade
Na minha ingenuidade
Ela é o coração

desenhado na areia
a onda vem e apaga
não da minha cabeça
Felicidade que invade
Eu quero essa união

A prova da eternidade

agosto 15, 2012

Quais os erros que eu não cometi
quais as virtudes não tenho
quais as verdades já deixei de dizer
quais lágrimas não chorei

e onde vamos buscar
o que ainda falta viver
quando a memória falhar
meus filhos vão me lembrar
que a prova da eternidade
é um amor de verdade

Divido a vida em antes e depois do Amor
Faz mais sentido o que diz quem me criou
Que a riqueza só está no coração
Faz mais sentido até saber pedir perdão

E a saudade que agora faz doer
Sinto vorgonha por um dia desconhecer
Sorriso largo hoje tenho pra doar
Isso tem nome eu nasci pra te encontrar

Minhas lembranças são recentes por que faz
Tão pouco tempo que encontrei tamanha paz
A toda hora eu preciso agradecer
É muita sorte e tb fiz por merecer

Congela o tempo
É só o que peço
Quando te vejo
Na minha frente

Nada é mais quente
Que esse beijo
Tão diferente
que queima a gente
e aquece a alma

Contradição

abril 10, 2012

Ele é uma constante contradição
Um dia ama
No outro odeia
Um dia quer gerra
No outro quer paz
Morre de rir
E morre de raiva
Quer sombra, quer sol
Quer rock, quer samba
Preferi o verão
Mas tem saudade do inverno
Quer tudo que é antigo
Mas quer ser moderno
Um dia no céu
O outro no inferno
Só fala a verdade
Mas beira a mentira
Um dia acha pouco
Dois dias demais
É sentimental
Mas nunca disse que ama seus pais
É católico e acredita em milagre
Vai na igreja e duvida do padre
Confessa pecado
Não cumpre a penitência
Não sabe de nada
E diz que tem experiência
Socialista de roupas caras
Vip em festa chique
Mas não tem o que comer
Sonha acordado
Mas não faz por merecer
Quer felicidade por inteiro
Mas quer começar pelo dinheiro
Esqueceu o amor verdadeiro
Tem gente que só será melhor em desespero

Holanda

março 21, 2012

O número da casa dela era trinta e nove
Vejo ela indo embora e isso me comove
a minha casa era do lado esquerdo de quem vem
era trinta e quatro me recordo muito bem

E hoje como faço pra encontrar
não sei nem por onde começar
cidade, endereço, telefone
só me recordo o primeiro nome

Tínhamos um trato de não deixar abstrato
O que era o retrato da maior felicidade
era a mais bela entra as mais belas uma flor na primavera
era a beleza mais sincera uma pintura numa tela

E hoje como faço pra esquecer
já está na hora de aprender
que tudo que passou não vai voltar
e o que resta são lembranças e nada mais

Quando o último cair

março 10, 2012

Música não se explica, mas como nesse caso vocês ainda não podem ouvir a canção, essa música foi inspirada em “Aos Meus Amigos” Não fala exatamente em amizade, mas fala em aproveitar a vida. Quem sabe uma dia ela apareça em um disco da Vera Loca.

Vamos pra rua
Que hoje tem festa
Vamos celebrar
Há quem não veja motivos
Pra mim, estar vivo, vale celebrar

A vida lá fora
te espera e agora
É hora celebrar

Mais um dia da vida
Merece mais uma festa
Quando eu erro a medida
Só o amor me interessa

O Futuro não me serve
O passado já esqueci
Por favor me serve um vinho
Que eu ainda estou aqui
Ainda falta muito tempo
Pra eu dizer que me perdi
Essa festa só acaba
Quando o último cair

Primeira década

fevereiro 9, 2012

Apesar de conhecer várias bandas que completaram 10 anos ou até muito mais, acredito que somos vitoriosos. Posso destacar dois motivos para termos chegado em nossa primeira década de Rock. Primeiro que a Vera Loca já começou com a música sendo a nossa profissão, ou seja, nunca brincamos de ter uma banda. Mas logicamente tivemos muitas afinidades e principalmente amizade para seguir acreditando em um sonho comum que era viver da música.
Hoje ser da banda Vera Loca é um pouco mais fácil do que nos dois primeiros anos de banda, onde os shows não eram lotados ou nem tínhamos show, pois as pessoas não conheciam, ou conheciam uma música que tocava no rádio, o que é uma ilusão para algumas bandas. Agora que nossa música está tocando no rádio o sucesso chegou, isso não existe. Nunca esqueço quando estávamos em época de desânimo, sim, esses momentos existem, o Duca Leindecker que sempre foi nosso amigo, produtor musical dos dois primeiros discos, dizia: Vocês vão construir uma carreira aos poucos e tenham paciência. Tivemos e estamos tendo.
Tudo isso estou contando, não pra dizer que hoje as coisas são fáceis, até por que não são, mas sim que tivemos força de vontade e hoje nossos shows estão lotados, as pessoas cantam todas as músicas e não apenas a música que toca no rádio. Ainda temos uma longa caminha, mas estamos na estrada certa.

Felicidade por inteiro

novembro 21, 2011

Aquela felicidade que eu sentia era felicidade mesmo, mas hoje estou recebendo uma espécie de injeção de felicidade concentrada com a notícia da chegada do nosso primeiro filho.
Lembro de tantas coisas que os meus pais me diziam e que eu não dava muita atenção na época, uma das coisas era que os problemas de criança não são nada perto dos problemas que viriam pela frente, esse ensinamento já comprovei, mas nunca me importei muito com isso, sempre enfrentei com muita garra os problemas da vida. Nunca vi nenhum dilema sem solução.
Outro ensinamento que sempre ouvi, não só dos meus pais, mas pelo mundo a fora, é com relação a chegada de um filho. Sempre ouvi que a vida muda, tem outra cor e essa é a maior, a verdadeira felicidade por inteiro. Já escrevi em uma canção que diz: “Ninguém nunca viu felicidade por inteiro” A canção não deixa de ser uma bela canção, na minha opinião, mas passa a ser metirosa na minha vida.
Hoje sei o que é felicidade por inteiro, está tudo perfeito, tudo correto, problemas são pequenos e sim, existem, mas não me abalam, não me afetam, não me enfraquecem, me fortalecem. E é isso, vou ser pai, nada mais vai me abalar, serei cada vez mais forte e a partir de agora vivo por essa criança

Serenata

novembro 15, 2011

Vi um luau sem fogueira
uma praia sem areia
uma mágoa passageira
vi um santo dizer não

vi a loucura no papel
serenata sem canção
um adeus virar até logo
foram lágrimas em vão

vi quase tudo que eu queria ver
só não vi você, só não vi você

Vi a lua de chapéu
vi o céu virando rua
vi uma garota nua
uma noiva sem o véu

Vi a riqueza ficar pobre
vi ladrão em causa nobre
achei graça na tristeza
e na beleza a desilusão